Demanda aquece o mercado de reposição e cotações seguem em alta

As cotações continuam firmes no mercado de reposição. O balanço da última semana registrou novamente a maior alta do ano, na média de todas as categorias de machos e fêmeas anelorados pesquisados pela Scot Consultoria, as cotações tiveram valorização de 1,3%, frente à semana anterior. Já no balanço do mês, agosto mostrou a primeira alta mensal do ano. Na média de todas as categorias de machos e fêmeas, as cotações fecharam com ajuste positivo de 2,5%.

Este cenário de firmeza nas cotações para a reposição é reflexo direto do mercado do boi gordo. Com a arroba do boi gordo firme, os recriadores e invernistas saíram à procura de negócios e, diante da maior demanda por animais, as cotações ganharam sustentação. Também vale ressaltar, que apesar da procura aquecida, negócios em patamares de preços elevados não ocorrem ou ocorrem em menor volume, pois nestes casos há certa trava entre criadores e invernistas.

Outro fator que também deve ser levado em consideração é a qualidade das pastagens, que devido ao período seco estão com baixa capacidade de suporte e isso vem limitando as negociações. O fato é que para o curto prazo a tendência é de mercado firme para a reposição, acompanhando o cenário do boi gordo. A liquidez deste mercado irá depender da queda de braço entre criadores e invernistas.

Fonte : Scot Consultoria