Mercado do boi gordo firme

A oferta de gado no Maranhão está baixa. As chuvas foram irregulares e restritas em grande parte do estado ao longo de dezembro e janeiro, o que acabou prejudicando a engorda da boiada. Com isso, as indústrias precisam ofertar mais para conseguir preencher suas programações de abate. Assim, no estado o preço do boi gordo subiu 2,4% na comparação mensal.

Neste mesmo intervalo a cotação dos animais de reposição não teve alteração. Vendedores e compradores optam por aguardar a chegada da safra de bezerros para dar início às negociações. Com o mercado do boi subindo e da reposição sem mudanças, a relação de troca melhorou na comparação mensal. Atualmente o poder de compra do recriador/invernista está, na média de todas as categorias, 2,2% maior do que em fevereiro.

A troca ficou mais vantajosa, contudo, está abaixo da média anual para todas as categorias, com exceção do garrote de 9,5@. A maior distância é com o bezerro desmamado. Hoje, com a venda de um boi gordo de 16,5@ arrobas compram-se 2,11 animais de desmama, a média dos últimos 12 meses é de 2,15. Em fevereiro as chuvas melhoraram no estado e é provável que o ânimo do recriador melhore. Uma boa alternativa para quem quer investir em bezerros de desmama é esperar a chegada da oferta mais concentrada destes animais em meados de abril.

Fonte : Scot Consultoria