PR identifica primeiros poros de ferrugem asiática

Conforme o relatório da Emater, do Paraná, um trabalho de monitoramento de esporos de ferrugem asiática da soja com mais de 240 coletores em todo o Estado em parceria com diversas instituições, foi confirmado o primeiro caso de esporos, no município de Vitorino-PR, no Sudoeste do Paraná. Porém, ainda não foi observado sintomas da doença nas plantas no talhão monitorado.

A presença dos esporos é um indicativo do patógeno no ambiente, porém não necessariamente significa infecção da doença a campo, bem como eventual epidemia. Mas já é necessário a intensificação do monitoramento da doença na forma sintomática à campo, através da inspeção de folhas de soja.

Através da rede de coletores, a partir desta primeira confirmação de esporos, é possível acompanhar o desenvolvimento da doença para os demais municípios e regiões do PR. Importante acessar semanalmente o site Alerta Ferrugem para acompanhar este comportamento.

O Instituto ainda regorça que o coletor de esporos de ferrugem asiática da soja é mais uma ferramenta de apoio no manejo da doença, cuja informação não deve ser utilizada de forma isolada para tomada de decisão no manejo da doença, dada a sua agressividade e potencial de redução de produtividade.

Fonte : Agrolink