Produtores de MT visitam propriedade de leite referência no Brasil

A cultura holandesa é o diferencial da Fazenda Brasilanda, do Grupo Kompier, localizada no município de Montevidiu (GO). A propriedade abriu as porteiras para receber, nesta terça-feira (11/09), os membros da “Missão Técnica Leite”, promovida pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), com o apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT). “O leite é um produto complexo, tanto na obtenção quanto na manutenção da qualidade até o consumo. A não adoção de boas práticas é o maior problema da produção leiteira. Por isso essa missão foi pensada pelo Sistema Famato. Nosso objetivo de difundir as boas práticas que vão desde a sanidade animal, higiene, qualidade do rebanho, nutrição e bem-estar animal, meio ambiente e gestão socioeconômica na propriedade”, disse o diretor de Relações Institucionais da Famato, José Luiz Fidelis.

A propriedade é um dos grandes destaques na produção de gado leiteiro em Goiás. Em 2017, a propriedade ficou entre os 100 maiores produtores de leite do Brasil, ocupando a 58ª posição no ranking, segundo pesquisa realizada pelo Milk Point.

A família Kompier iniciou as atividades agropecuárias há 50 anos, no Rio Grande do Sul, tendo como carro chefe a agricultura. Em 1988 chegaram a Rio Verde/GO. O foco da propriedade está na agricultura, são aproximadamente 6.400 hectares dedicados a plantação de soja, sua principal fonte de receita. A paixão pelo gado leiteiro ficou por conta da produtora rural Patrícia Kompier que viu na raça holandesa o potencial para fortalecer ainda mais a renda familiar.

Atualmente no plantel da Fazenda Brasilanda o número de fêmeas já passa de 1.300, de mamando a caducando. Em lactação são 590 fêmeas. As vacas produzem por dia pouco mais de 18 mil litros, sendo em média 31,8 litros/dia cada. Para o manejo é destinado 10 hectares de capim Tifton, 350 de selagem e 50 hectares de piquetes a pasto.

O gerente de fazenda Marcelo Junqueira destacou como um dos diferenciais nos resultados da produção leiteira, o melhoramento genético dos animais. O sistema de avaliação genômica para rebanhos leiteiros tem o objetivo de selecionar animais geneticamente superiores. Com o crescimento na produção da fazenda, o Grupo Kompier pretende, em 2019, construir o terceiro barracão para mais 400 animais.

A zootecnista e gerente da Fazenda Brasilanda, Beatriz Kompir, atribui o controle dos índices zootécnicos dos animais, o controle do calendário de vacinas e de visitas fundamental para manter os índices de descarte cada vez menor na propriedade, o que atualmente é de apenas 7%. Na fazenda foi adotado como técnica sustentável a compostagem de resíduos, como feno e selagem, que são transformados em adubo orgânico.

Para o presidente do Sindicato Rural de Poxoréu, José Jorge Sobrinho, a missão é importante para difundir conhecimento e tecnologia, assim como possibilitar aos produtores de leite de Mato Grosso uma visão empreendedora, de maneira que agregue lucro e aumento na produtividade. Ainda na terça-feira (11), o grupo conheceu o Sindicato Rural de Rio Verde, onde foram recepcionados pelo presidente Luciano Jayme Guimarães.

Estão participando da missão presidentes de sindicato rural e produtores dos principais municípios de pecuária leiteira de Mato Grosso e técnicos da Famato e Senar-MT. A missão segue com a programação de visitas às propriedades rurais em Goiás e encerra na quinta-feira (13), em Brasília na Embrapa Cerrados.

Fonte : FAMATO - FEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO ESTADO DE MATO GROSSO