Suíno: demanda continua fraca

A expectativa com a entrada do mês era que o comportamento sazonal de recuperação das vendas desse fôlego ao mercado, no entanto, isso não ocorreu. O escoamento continua ruim e os compradores buscam suas mercadorias de forma compassada a fim de não acumularem estoques. Diante disso, os preços tiveram queda nesta semana. Nas granjas paulistas, o suíno terminado está cotado, em média, em R$62,00/@, queda de 3,1% em relação a semana passada.

No atacado a desvalorização no período foi de 2,0%, com a carcaça sendo negociada, em média, em R$5,00/kg. Para o suinocultor, além da queda no preço do cevado, o preço do milho subiu, piorando a relação de troca frente ao insumo. Na região de Campinas, em São Paulo, na parcial de março o produtor compra 5,15 quilos de milho com um quilo de suíno, 18,8% menos em relação a média adquirida em fevereiro. Para o mercado, fica a expectativa de como se comportará a demanda, pois este será o fator determinante.
 

Fonte : Scot Consultoria