Uruguai flexibiliza lei para atrair investidores do Mercosul

Menos de dois meses para assumir, o presidente eleito do Uruguai, Luis Lacalle Pou , planeja tornar as regulamentações mais flexíveis para atrair empresários dos países vizinhos do Mercado Comum do Sul (Mercosul). Dessa forma, o objetivo seria “seduzi-los a levar seu dinheiro para esse país e até se estabelecer lá”. 

"O Uruguai, por diferentes razões, tem a possibilidade de se tornar um local de chegada, não apenas para os vizinhos do Mercosul, mas para o mundo. Temos algumas coisas a fazer lá", disse o líder do Partido Nacional. 

Em declarações à imprensa durante um evento em um hotel em Punta del Este, o novo presidente pretende promover a flexibilidade na residência legal dos imigrantes, e também no aspecto fiscal, para que eles possam levar seu capital para o país. "Primeiro eu vou para a família, depois que as famílias estiverem lá, elas poderão trazer o dinheiro. Se tivermos segurança pública, certezas de longo prazo, o país se tornará um destino do cone sul e também do mundo", completou. 

Com relação à intenção de atrair capital estrangeiro para se instalar no Uruguai, Lacalle Pou disse que mudará as regras do Banco Central relacionadas ao fluxo de capital: "Faremos uma norma centralista dos bancos que dificulte a entrada de capital", indicou. 

Ele quer atrair cerca de 100.000 argentinos, para que se estabeleçam no Uruguai e com seu capital possam impulsionar o investimento. Nos últimos dias, eram conhecidos os dados que marcam a queda acentuada na entrada de turistas argentinos no Uruguai, o que acabou influenciando em sua declaração precoce, visto que ainda não assumiu. 

Fonte : Agrolink